Home > Crónicas > Os dromedários

Os dromedários

A filha era para vir no fim de semana grande. Comprei a pulseira antecipadamente. Como não veio aproveitei o espírito medieval. Estive para alugar um fato mas achei-os caros. Contentei-me com a roupa de todos os dias. Sempre que fui à feira subi ao castelo. Há um postal em cada pano das muralhas entalado entre as torres. Só isso valeu a pena! Não que tenha sido a primeira vez, e não será a última, que fiz a ronda da vigília. A feira estava animadíssima, cheia de povo. Muitos figurantes: músicos com instrumentos de corda, repercussão e sopro; nobres com mangas e calções de folhos; senhoras com tiaras de flores e vestidos compridos até aos pés; crianças com espadas de madeira e lanças. Deixem passar! E a malta arredava-se para deixar passar peões e vilões que deambulavam em pequenos grupos. À entrada da porta da traição, o caminho mais rápido para sair das muralhas, sempre um rio de gente que ia entrando aos soluços. Na última noite não havia bicha. Cruzei-me com um grupo de raparigas que vinham a subir. Tinham sotaque brasileiro. Vinham de volta por terem esbarrado numa paliçada. Eu desci o túnel já deserto. A mim abriram-me o portão. A festa desanimava-se pouco a pouco. Fiquei para ver a procissão. Não tocaram os sinos na torre da igreja, mas foi passando a procissão. Truões com chapéu bicolor de três bicos, cavaleiros e homens de armas, o mestre saudando este e aquele. No fim, quando se começa a descer para praça, antes do painel que mostra o filho a ser sacrificado perante o pai, as maiores alimárias de todas trazidas, quero crer, pelos árabes. Entretanto chega um conhecido: tem uma celada de peão e a cara esmurrada. A polícia apreendeu-me a carta, vinha em sentido contrário pela rua calcetada! As ventas diziam tudo. Deixei passar as tais alimárias. Não eram camelos, só tinham uma boça. Fui pôr o amigo a casa, pelo caminho lembrei-me do nome das bestas que, ao contrário dos bêbados, aguentam muito tempo sem beber: os dromedários.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *