Home > Saúde > Passa já para aquele olho

Passa já para aquele olho

“Terçolho, Terçolho vai para aquele olho.”. Quem nunca ouviu esta expressão ou invocou Santa Luzia provavelmente nunca teve um chato de um terçolho. Eu infelizmente já não posso dizer o mesmo, e volta e meia lá me aparece um chato destes. Disse-me uma oftalmologista que eu tenho uma pele muito propícia a este tipo de fenómenos. Apesar de poder ser um pouco incómodo, também não há que o temer. O Terçolho, Terçol ou herdóleo é um abcesso palpável, um nódulo ou “inchaço”, vermelho ou avermelhado e doloroso que se forma na pálpebra. Este abcesso resulta de um bloqueio de uma ou mais glândulas sebáceas, localizadas no bordo ou espessura das pálpebras. O bloqueio impede a drenagem do líquido contido nas glândulas, dando assim origem ao hordéolo. Conforme a sua localização e as glândulas envolvidas, os hordéolos ou terçolhos podem ser externos ou internos. O hordéolo interno ocorre quando é formado numa das glândulas mais profundas da pálpebra. Neste caso, a sintomatologia costuma ser mais exuberante do que quando é formado na parte exterior da pálpebra. O hordéolo externo é mais frequente que o hordéolo interno. Há quem o confunda com o calázio ou chalázio, um pequeno quisto ou nódulo, tipicamente entre 2 e 8 mm, cheio de líquido, com um aspeto de “inchaço ou caroço na pálpebra”. Eu também já tive dois, e também não são agradáveis, sendo que neste caso tive mesmo que necessitar de uma pequena intervenção cirúrgica para os retirar. Os Terçolhos surgem devido a infeções bacterianas. Estas infeções são as responsáveis pelo bloqueio da drenagem das glândulas, dando assim origem ao terçolho. Os Staphylococcus são as bactérias mais frequentes nestas infeções. Não é contagioso, pode ficar descansado. E também não existe risco de contágio nem para o outro olho nem entre diferentes pessoas.
Por vezes desaparecem de forma espontânea ao fim de 3 a 4 dias, contudo pode durar mais tempo, até cerca de um mês. Pode sempre recorrer a utilização de uma pomada oftalmica. Mesmo assim em algumas situações, poderá ser necessária realizar uma pequena cirurgia de modo a facilitar a sua drenagem. Há também sempre algumas soluções mais caseiras. O tratamento pode também ser efetuado em casa de uma forma natural, recorrendo à aplicação de compressas quentes sobre as pálpebras por períodos de 15 minutos. Nunca ouviu dizer que esfregar
uma aliança no olho ajuda? Bem, rezar para ele passe para outro olho, ou pedir a Santa Luzia proteção, pode ser mais duvidoso. Mas o truque da aliança até parece que resulta. Já se perguntou porquê? Deve usar um anel ou aliança de ouro, esfregá-lo com um pano ou roupa para que aqueça e depois colocá-lo sobre o terçolho. Outra variante é aquecer uma colher, deixar esfriar um pouco e colocá-la sobre o terçolho. Embora possa parecer uma ação sem sentido, o que estamos a conseguir é o mesmo resultado que no caso anterior (das compressas), a aplicação de calor sobre o terçolho. Pode também usar saquinhos de chá de camomila ou alecrim, entre outros remédios naturais como o alóe vera ou até o tomate e a cenoura. Ainda pode demorar alguns dias a passar, mas se isso não acontecer é sempre bom lembrar que devemos consultar o nosso médico, pois com a nossa visão não se brinca.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *