Home > Saúde > A importância das embalagens nos alimentos

A importância das embalagens nos alimentos

Por: Carlos Fidalgo

Nesta edição, venho falar-vos das embalagens alimentares e da sua importância junto dos consumidores portugueses. A embalagem pode ser definida como um sistema coordenado de preparação de bens para o transporte, distribuição, armazenamento, venda e consumo final. A embalagem desempenha assim um conjunto de funções ao longo do ciclo de vida do produto desde a sua produção até à utilização final e descarte da embalagem: proteção, conservação, informação e serviço. Cada uma destas funções engloba diferentes aspetos ligados à segurança. A importância da embalagem dos alimentos está a crescer. Esta é a conclusão a que chegou uma multinacional do setor das embalagens. Com base num estudo de tendências, efetuado numa amostra de mil consumidores portugueses, podem observar-se os padrões de consumo, tendo em conta as embalagens, em diversas áreas, nomeadamente nos setores dos alimentos e bebidas. São assim apresentadas 7 tendências: cuidar da saúde de forma integral; preparar as refeições em casa; consumo mais consciente; digitalização; envelhecimento ativo; maior consciência face ao ambiente e alterações climáticas; e por fim, o estilo de vida urbano. Estas sete tendências refletem as tendências atuais de consumo alimentar, e que já tive oportunidade de vos trazer a este espaço. De acordo com o estudo, na hora de escolher os alimentos, a maioria (91%) dos portugueses considera que o mais importante, é que os produtos sejam saudáveis. Em relação às embalagens, o estudo conclui que 69% dos consumidores sabem que uma boa embalagem ajuda a preservar os nutrientes, vitaminas e minerais dos alimentos. Facto importante a salientar, é a importância dada por 92% dos consumidores, à segurança alimentar na hora de escolher as embalagens de cartão para as suas bebidas.
Refere também o estudo que tanto os consumidores portugueses, como os consumidores espanhóis, são os consumidores europeus mais convictos da importância das embalagens para a alimentação, contrastando os 80% com os 64% da média europeia. Outra tendência, está relacionada com o ambiente, existindo uma maior tendência por embalagens produzidas com matérias-primas renováveis e com uma pegada ecológica menor. A maioria dos portugueses é sensível às questões da reciclagem e reconhece a sua importância para a preservação do ambiente. Da mesma forma, os consumidores estão a exigir mais das marcas e valorizam as marcas responsáveis. Para 74% dos portugueses, o facto de uma embalagem não ser “amiga do ambiente” seria motivo para não comprar ou comprar menos um determinado produto. Os portugueses têm também em consideração o lado funcional das embalagens: um formato inadequado é outro motivo para não comprar. Dos inquiridos, 83% afirmam que a embalagem deve ter uma dimensão adequada à necessidade, e 67% refere que deve ser de fácil armazenamento. Para 65%, é normal considerar o modo como o produto está embalado, no momento de escolher um produto, e por fim, 82% refere que o mais importante é o facto da embalagem ser funcional e fácil de usar. E vocês, consideram as embalagens importantes?

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *