Home > Saúde > O temível dente do siso

O temível dente do siso

Por: Fábio Carvalho

Também conhecidos como dentes do juízo por nascerem principalmente na adolescência, os terceiros molares ou dentes do siso são os últimos dentes a se desenvolverem. As complicações que podem trazer, ou não, para nós, fazem-nos um dos dentes mais temidos por nós. Mas será que devemos temer assim tanto os dentes do siso? De facto não é certo que os dentes do siso nos vão dar tantas chatices como outro dente qualquer. Pode acontecer ou não, pelo que vim a perceber. Pode até acontecer que uma pessoa nasça sem o dente do siso, e ele até pode lá ficar e estar sossegado. No meu caso, os meus dentes do siso nasceram sem complicações, isto porque necessitei de corrigir o maxilar, e neste processo abri espaço para eles poderem nascer à vontade e sem incomodar os vizinhos. Os dentes do siso podem ser muito chatos quando nascem, pois senão tiveram o espaço que precisam vão empurrar os outros, podendo provocar dores, prejudicar a mordida e até mesmo a estética. Durante muito tempo sempre ouvi dizer o quão horrível era ter de passar pelas dores causadas por um dente do siso, ou pela sua extração. Diziam-me que o processo de extração era muito difícil, as dores eram muito más e a recuperação não era nada fácil. Teríamos mesmo ficar em casa e evitar fazer esforços. O azar bateu-me à porta e alguns anos depois de estar tanto tempo sossegado, eis que o meu dente do siso decide que era altura de me chatear. Sentia de vez em quando umas picadas, mas que já me diziam que tinha que ir ao meu dentista. Aos mesmo tempo fiquei
com febre e dor de garganta. No início não entendi que estes sintomas estariam ligados ao dente do siso mas podem aparecer se se tratar de alguma infeção. O meu médico de família lá me receitou um antibiótico e lá me mandou extrair o dente no dentista, e foi pânico total. Eu nunca fui muito fã de ir ao dentista, embora já me tivesse habituado. Arrancar dentes nunca foi o meu tratamento favorito e agora ia arrancar um dente do siso. Depois de tanta gente me ter assustado, eu estava em pânico e sem saber se podia ir trabalhar sequer no dia a seguir. Surpresa das surpresas, tudo correu bem, a extração foi super rápida, a anestesia evitou
qualquer tipo de dor. Levei pontos, necessárias, que terão de ser removidos mais tarde. Durante a recuperação, não tive quaisquer dores e fui logo trabalhar no dia a seguir. Também tive sorte, o meu dente estava bem posicionado o que facilitou todo o processo. Mas serviu-me de lição para não complicar o que se calhar não é assim tão complicado. Volto a repetir, posso ter sido um daqueles sortudos. Mas aprendi algo, que o dente do siso não deixa de ser tão importante como os outros, e tal como os outros deve ser bem tratado. É muito importante tratarmos da nossa saúde oral, para evitarmos outro tipo de problemas e para evitarmos problemas ainda maiores. Ter juízo não é apenas uma questão de siso.
Nesta

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *