Home > Saúde > Saúde para todos

Saúde para todos

Por: Fábio Carvalho

No passado sábado, dia 7 de abril, assinalou-se o Dia Mundial da Sáude. O tema escolhido pela Organização Mundial de Saúde este ano foi “Saúde para todos”. A escolha deste tema não foi ao acaso e quis alertar para a importância de todos termos acesso a serviços de saúde. Segundo dados da OMS e do Banco Mundial, metade da população mundial não tem acesso a serviço básicos essenciais. Cerca de 800 milhões de pessoas gastam cerca de 10% do seu rendimento mensal com saúde e cerca de 100 milhões de pessoas gastam praticamente todo o seu rendimento para tratar das suas doenças. Com esta mensagem a OMS pretende estimular os países a investirem no acesso à Saúde até 2030. Portugal não está fora destes planos. Aliás, segundo um relatório intitulado “Health Systm Review”, elaborado precisamente pela OMS e pelo Observatório, Europeu dos Sistemas e Políticas de Saúde, apresentado em Lisboa na passada sexta-feira, o nosso Serviço Nacional de Saúde precisa de mais investimento público para atenuar os efeitos da crise que nos apanhou nos últimos anos. É necessário melhorar as infraestruturas, equipamentos e motivar os profissionais, para se preparar para o futuro num país onde o envelhecimento da população é grande assim como o surgimento de mais doenças crónicas que estão a pressionar o sistema. O relatório aborda ainda a importância de descentralizar os serviços. Isto é algo que a nós Torrejanos, é muito caro e nos afeta. Esta semana tivemos o anúncio que o nosso município vai reabrir este ano mais uma Unidade de Saúde Familiar na cidade. É sempre uma boa
notícia e sem dúvida que vai melhorar serviços, mas é preciso lembrar que ainda não chega. É preciso continuar a lembrar aquelas populações das aldeias que viram as suas extensões de saúde encerradas. Que se viram privadas dos seus cuidados de saúde de proximidade. Apesar de muitas hoje em dia já disporem de médico de familia na cidade, a saúde deve ser um serviço de proximidade. Quem fala nos Cuidados de Saúde Básicos não pode esquecer os cuidados prestados nos Serviços de Urgência e nos Hospitais. Os serviços têm decaído. É um facto e só quem ainda não passou por elas é que não sabe. Esperamos horas e horas para sermos atendimos numa urgência. Não devíamos ver todos os dias notícias sobre o caos nos serviços de urgência. Acho que não devemos acusar os nossos profissionais de saúde, que há casos e casos, sofrem com o desinvestimento no Serviço Nacional de Saúde e isso é bem visivel nas suas queixas que são recorrentes todos os dias. Não devia ser preciso andar a saltar de cidade para cidade para consultar um especialista quando existem e foram criadas infraestruturas de excelência que deviam suportar os melhores cuidados. Todos nós, Meiavienses, Riachenses, Torrejanos, Tomarenses, Ourienses, Abrantinos, etc. temos direito a ter saúde para todos.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *