Home > Ana Madureira > Falar em Público: Matar os nervos

Falar em Público: Matar os nervos

Talvez devesse ter começado por aqui. Mas preferi começar por vos dar conselhos práticos, e iniciar o vosso kit SOS de Falar em Público com estratégias segmentadas por áreas de atenção. Mas o nervosismo é transversal à maior parte das pessoas, antes de falar em público. Acho que vá vos confidenciei
que a maior parte das pessoas tem medo de falar em público. Acreditem ou não, há pessoas que desmaiam antes de enfrentar um público, por mais pequeno que ele seja. Este medo surge muitas vezes associado ao receio de perder credibilidade, à nossa própria insegurança e falta de noção da nossa imagem em frente aos outros. Regra número um: não perder uma oportunidade de falar em público. Somos nós que contruímos os nossos medos e bloqueios, sabiam? E somos nós a principal chave para os destruir. Tudo começa na nossa cabeça, autocomando e autocontrolo. Pasmar-se-iam com a quantidade de pessoas famosas que já tiveram (e ainda têm) medo de falar em público. Alguns
deles entravam em pânico, como Gandhi, que num discurso em Londres não conseguiu prosseguir e alguém teve que o ler por si. Outros famosos atormentados por este receio: Abraham Lincoln, Rowan Atkinson (o lendário Mr. Bean), o Príncipe Harry. Há alguns truques que nos ajudam a descontrair antes de enfrentar um qualquer público e disfarçar o nervosismo. Hoje, deixo alguns: – Antes de falar em público, recolha-se estrategicamente num local isolado, massageie o rosto e descontraia os músculos faciais; – Inspire (pelo nariz) e expire (pela boca). Quando expirar, faça-o demorando o dobro que levou a inspirar (exemplo: se contou até três enquanto inspirava, conte até seis quando expirar); Repita cada um destes exercícios, pelo menos, três vezes. Antes de subir a um palco ou local de destaque, tente abstrair-se e focar a atenção noutros detalhes (por exemplo, a decoração). Agora, é hora de treinar e de enfrentar os seus medos.
CULTURA

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *