Home > Teresa Tapadas > E depois …

E depois …

E depois …
E depois NADA. Passamos a vida a acalentar enormes expectativas sobre uma série de acontecimentos que desejamos muito, mas assim mesmo muito que aconteçam na nossa vida e depois … depois apercebemo-nos que a maior parte das vezes a sensação de felicidade ou até mesmo de realização é inversamente proporcional às ditas expectativas. Mas insistimos, insistimos e não desistimos e continuamos a sonhar acordados. Siiiiimmm e eu acredito piamente que “o sonho comanda a vida, e que sempre que um homem sonha, o mundo pula e avança, como bola colorida entre as mãos de uma criança”. Bolas, bolas, bolas que não se ouve falar noutra coisa senão nos jogos da bola. Hoje há jogo para a taça não sei das quantas, ontem foi para o campeonato não sei quê, amanhã é para a Champions… uffff ou volto à escola ou não sei, não sei. E o meu Sporting que é o melhor do mundo … (não pensem isso que é feio!!! Juízo) e se a minha mãe o diz é porque é verdade ( só aqui entre nós e que ninguém nos ouça, remata sempre esta frase com – perde sempre! E ri-se) esta semana até ganhou e tudo! Ele sempre há coisas do arco da velha. Será que há mesmo um pote de ouro em cada extremidade do arco-íris ou como os mais antigos lhe chamam arco da velha? Gosto de pensar que sim. Coisas de criança. E sim. Gosto muito de ainda me sentir criança. Convenhamos que com as adaptações necessárias à idade que o cartão de cidadão me vai lembrando que já tenho. Há lá Euromilhões melhor que ter tido uma Infância estupidamente feliz?! Até para a semana e não nos esqueçamos que TUDO ISTO EXISTE, TUDO ISTO É TRISTE (não necessariamente), TUDO ISTO são COISAS e CENAS & CENAS e COISAS.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *