Home > Ana Madureira > Padrões sem Medo

Padrões sem Medo

Desta vez, trago um tema que pode ser um pouco controverso no que respeita ao styling: conjugar e sobrepor padrões. Desde cedo, ouvimos os conselhos das nossas mães e avós: ai filha, riscas com flores não! Lembro-me de querer escolher a minha roupa e de a minha mãe me dizer: riscas com bolas não, Ana. Mas tu é que vais passar a vergonha…Desta vez, trago um tema que pode ser um pouco controverso no que respeita ao styling: conjugar e sobrepor padrões. Desde cedo, ouvimos os conselhos das nossas mães e avós: ai filha, riscas com flores não! Lembro-me de querer escolher a minha roupa e de a minha mãe me dizer: riscas com bolas não, Ana. Mas tu é que vais passar a vergonha…Abençoada mãe, que me deixou arriscar. Hoje, não tenho medo de arriscar conjugar padrões. Dá aquele toque de único, de diferente, de ousado, de “menina certinha que se portou mal”. E vocês, ainda acham que os padrões não foram feitos para se juntar? Então, vejam algumas fotos. Mas tenham cuidado e conjuguem com cautela. Deve persistir um equilíbrio e uma leveza quase naturais, o que por vezes pode ser difícil de conseguir nestas conjugações. Se precisarem de uma ajuda, já sabem que podem contar com a Dona Imagem…Fontes das imagens: semprenamoda.pt bperfect.logs.sapo.pt fashionoverreason.com

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *