Home > Crónicas > Sentida homenagem

Sentida homenagem

Esta homenagem é redigida na primeira pessoa do singular. É mais uma para juntar às de tantos outros torrejanos. Numa manhã invernosa, cinzenta e fria, acordei triste. Não por a temperatura rondar os 27º negativos, mas por pressagiar algo doloroso. Mal tinha ligado o computador, deparei com um mail a comunicar que tinha falecido o Canais Rocha. Dias antes, tinha telefonado para desejar-lhe um bom 2018. Foi a esposa que respondeu e informou que ele se encontrava no hospital e que o seu estado de saúde era preocupante. Nos últimos anos, não tive a oportunidade de conviver com o Canais com a frequência desejada. A última vez que trocámos impressões foi num encontro surpresa em frente à antiga Farmácia Lima, em Novembro de 2014, mais precisamente no dia em que a comunicação social noticiou a detenção de José Sócrates. Foi pela sua mão, há mais de cinquenta anos, que comecei a colaborar neste semanário e, ao rebuscar num monte de antigo correio recebido de Torres Novas, não demorou a encontrar cartas suas. Delas, podia respigar alguns parágrafos para demonstrar que era uma pessoa que sabia conciliar a defesa do seu partido com o respeito pelas outras ideias. Recordo o homem-bom, o cidadão exemplar e o grande torrejano. Foi ele um dos fundadores do Núcleo Campista Raiar da Aurora (agora CCT), do Cine-clube, da “Sinopse”. Jamais recusou participar em actividades comunitárias. Por isso, foi recentemente homenageado por diversas organizações locais, inclusive por “O Almonda”. Em 2003, os ex-alunos dos Professores Silva Paiva e Oliveira outorgaram-lhe a “Ratoeira d’Ouro” desse ano. Obrigado Canais. Até ao dia em que havemos de nos voltar a encontrar para prosseguir a troca de impressões. Com a esposa e família, partilhamos um profundo sentido de pesar.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *