Home > Crónicas > Saudai-vos em paz

Saudai-vos em paz

Dia 1 de janeiro de 2018 comemorou-se o dia Mundial da Paz. No entanto sabemos que em alguns países a guerra é uma constante. Todos os dias morrem pessoas no meio de balas perdidas ou consentidas. O Médio Oriente nunca baixa as armas. O terrorismo está patente e os suicidas bombas são os mártires emoldurados nas paredes das casas das suas famílias. Tememos esses povos armados até à ponta dos cabelos. Tememos os ataques numa qualquer estação de caminho- -de-ferro, num aeroporto, ou mesmo numa rua apinhada de gente. Estou consciente que não acontece só aos outros. Mas vivemos nesta aldeia global, o nosso Portugal pequenino mas um dos melhores do mundo para visitar. E a nossa paz interior? O que vai dentro do nosso coração? Será que tentamos alguma vez parar e refletir acerca do que nos afronta, do que nos sacode a alma cruelmente e nos afunda na nossa depressão? Será que fugimos a essa vontade de nos forçarmos a ouvir-nos? Ouvir aquela voz que sai de dentro das nossas entranhas e que nos diz a verdade que tentamos ocultar? Muitas vezes corremos nesta máquina intemporal onde ao longo dos anos os laços e os afetos vão-se perdendo consideravelmente. Quem tem sensibilidade para sentir essa falta de apoio, esse desprezo iminente dá por si a pensar num futuro incerto de carinho e amizade. A paz começa em nós. Temos de conseguir resolver as confusões, explicar os motivos, pedir desculpa se cometemos erros. Temos de aprender a reorganizar a nossa paz e só assim conseguimos viver em comunidade. Dar um abraço sincero a quem vive a nosso lado; conversar para tentar entender o que nunca foi dito ou desdito. Para terminar desejo-vos que 2018 vos traga muita saúde e paz nas vossas vidas.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *