Home > Ana Madureira > Apelo de Natal

Apelo de Natal

Podia vir aqui fazer mil e um apelos natalícios. Não comprem tanto, gastem o vosso tempo com aqueles que vos são queridos, participem numa causa nobre… Mas o meu apelo é diferente. Na época de Natal, as pessoas perdem um pouco a noção dos presentes que oferecem, para surpreender alguém. Somos todos humanos e quem sou eu para condenar? Também gosto de surpreender os outros. Pelo menos, os que merecem. Nesta ânsia pela melhor surpresa, muitas são as pessoas que compram cachorrinhos e os oferecem a alguém. Antes de oferecerem um cão
a quem quer que seja, lembrem-se: um cão é um compromisso a longo prazo. Entre 10 a 12 anos, diria eu. A outra pessoa terá capacidade de assumir este compromisso? Um cão não é uma camisola ou um brinquedo que podemos dar a alguém, depois de usarmos ou brincarmos com ele até à exaustão. Um cão é mais do que isso. É um ser vivo. É a nossa melhor companhia. É dos seres mais puros que conheço: não guarda rancor e pode estar cinco minutos sem nos ver… que mais parece que passou um ano. Se têm a certeza de que o presenteado vai ser o melhor dono do mundo, então vão em frente com essa surpresa.
Mas antes de comprar, pensem em adotar. Há tantos cães a precisar de mimo! Se gostavam de ter um cão mas não podem assumir o compromisso a longo prazo, pensem em ser FAT (Família de Acolhimento Temporário). Que tal terem uma companhia especial de vez em quando? Têm imensas associações que se dedicam, todos os dias, a salvar cães e gatos das nossas ruas e de situações horrendas. Em Torres Novas, têm a APA – Associação Protetora dos Animais de Torres Novas. Confio nesta associação de olhos fechados. Dela veio um dos meus melhores amigos, o Pincel.

DONA IMAGEM

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *