Home > Vida Interior > O olhar é a lâmpada da vida

O olhar é a lâmpada da vida

Há uma relação profunda entre o olhar, a mente, o coração e as ações. O que recebemos pelo olhar influencia o caminho da vida para o bem ou para o mal. Podemos olhar e não ligar, ou olhar e prestar atenção. Quando olhamos com interesse e gosto, a realidade fixada penetra no interior e influencia a nossa forma de pensar e de agir. Por isso, se quisermos ter uma mente saudável e uma vida harmoniosa, devemos cuidar do olhar puro e dos pensamentos positivos sobre os outros e sobre o mundo. Fixar o que é bom, belo e digno; prestar atenção às pessoas com quem se pode aprender algo de bom; fazer leituras que elevam a alma e alimentam o coração – eis alguns passos de um caminho indispensável para cultivar a vida espiritual.

O cuidado com o olhar deve merecer hoje maior atenção dada a abundância e diversidade de imagens que nos são constantemente apresentadas na publicidade, na televisão, na internet, nas redes sociais. Perante tão forte invasão, temos de saber discernir e optar pelo que contribui ao enriquecimento espiritual e evitar o que prejudica a saúde e equilíbrio mental. Todos conhecemos casos de vítimas, sobretudo entre os adolescentes, que se deixaram iludir por imagens pornográficas e solicitações enganadoras com grave prejuízo deles e dos familiares. A ecologia moral e espiritual não se alcança sem a disciplina do olhar. Não basta evitar as imagens perniciosas. É importante, igualmente, acumular, encher os olhos e o pensamento com a beleza e o encanto de tantas imagens positivas ao nosso dispor: pessoas retas e solidárias, acolhedoras e alegres, que funcionam como estrelas que brilham nas trevas da maldade e iluminam o caminho da vida; o universo criado, espelho da grandeza de Deus; as paisagens lindas que deliciam os olhos; as obras de arte que fazem apelo ao sentido de verdade e de beleza que mora no coração humano. Para alcançar um olhar límpido e luminoso, devemos recorrer também à leitura e meditação de bons livros. Estes são como amigos que nos ajudam a ver em profundidade, para além das aparências e da superfície das coisas e das pessoas. Pela leitura, pela meditação e pela contemplação podemos chegar à alma da realidade e das pessoas e, assim, descobrir o segredo da vida. Atualmente todos corremos o risco da superficialidade, devido à cultura da aparência que nos tenta a apreciar os outros pela forma como se vestem, se apresentam, se penteiam e por outras banalidades semelhantes. Esta preocupação pelo exterior está habitualmente associada ao vazio interior e à pobreza espiritual. É o império da moda e do efémero. Procuremos ver na luz de Deus, como Jesus que olhava para as pessoas com amor, com apreço e com respeito. N’Ele encontramos a “luz do mundo” que nos abre os olhos para vencer a cegueira e olhar a vida com encanto e esperança.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *