Home > Crónicas > A terra está em perigo

A terra está em perigo

Por: Armando Rebelo

Cerca de 15 mil cientistas de mais de 180 Países, alertaram de forma peremptória, através da comunicação social, para os perigos catastróficos, que podem vir a cair sobre a Humanidade, devido ao nosso Planeta enfrentar um consumo exponencial dos seus limites em recursos, isto face a um aumento desmesurado da população do Planeta, perante o crescimento dos níveis de poluição. Igualmente se sabe que o dióxido de carbono, atingiu em 2016, um nível recorde, e isto foi afirmado na última Cimeira da Organização Mundial da Meteorologia, de que a última vez que a Terra registou um teor altíssimo de CO2, ocorreu o ano passado, e é semelhante só ao que ocorreu há cerca de 3 a 5 milhões de anos. Também devido às fracturas das calotes de gelo, o nível do Oceano Pacifico, sofreu um considerável aumento de temperatura, o que pode ter graves consequências para a vida humana e animal. Outro cientista, Peterri Taalas, igualmente declarou que “os números obtidos não mentem”, face à sua gravidade. Incrivelmente os Estados Unidos, ameaçam, pela voz de Trump, não cumprir os acordos feitos na Cimeira de Paris, o que agrava toda a situação num Planeta já em desgoverno. Tudo isto implica que os Poderes Políticos e Económicos se sobrepõem, à defesa do nosso globo. Entretanto e quanto a Portugal, foi declarado pelo Ministro do Ambiente que duas Centrais, produtoras de eletricidade e carvão, localizadas no Pego e em Sines irão encerrar até 2030. Todavia é do conhecimento geral, de que o carvão ainda é a principal fonte de energia elétrica da Terra, mas igualmente a mais prejudicial para o clima e para a deterioração da qualidade do ar que todos respiramos. Assim vamos respirando, até ao final das nossas vidas, na esperança de que o Poder Politico e o Grande Capital, decidam alterar as suas normas de conduta. Caso contrário, adeus Mundo, se Deus assim quiser

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *