Home > Colaboradores > Eduardo Bento > As fotos delas e deles

As fotos delas e deles

Confrontado com o mester de ser provedor do leitor, vou tentando embrenhar-me neste ofício e ser a voz do leitor quando ela se quer fazer ouvir através do que escrevo. Procuro ser também um olhar crítico sobre o conteúdo destas folhas – que, por serem folhas – vão no vento para os quatro pontos cardeais. Neste tempo da informação global, queremos que este jornal seja informativo com a preocupação de pôr a verdade e todos os valores humanos no conteúdo das suas páginas, sem sermos donos da verdade, nem arautos dogmáticos dos valores. E impõe-se que O Almonda seja a voz dos que mais dificilmente têm possibilidade de fazer ouvir a sua voz. Alguém disse que os homens não suportam muito bem a realidade. E nem sempre é fácil, nunca é cómodo, tomar posição face aos poderes estabelecidos, face aos interesses dominantes. Até porque estes têm mil maneiras de se insinuarem. Desde que assumi o papel de provedor do leitor muitas vezes me interpelam no espaço público para
falarem de O Almonda. Uns louvam outros condenam. Uns ainda não se refizeram da mudança, outros concordam com o aspecto e com o conteúdo. Numa destas terças feiras, ali nas arcadas do mercado, fui mandado parar por dois conhecidos. E eles que não senhor, não estava nada bem a fotografia dos colaboradores a encabeçar os respectivos textos. As colaboradoras aparecem com a fotografia normal, então, porque é que “transtornaram” a dos colaboradores? Lá fui dizendo mais isto, mais aquilo, ouvindo os reparos destes dois leitores e afirmando que iria saber de razões e justificações. Parece que se quis inovar, estilizando a foto que encabeça os textos. Pelo que me é dado ouvir alguns leitores não gostam. Será sempre assim com as coisas deste mundo: uns sim, outros não. Pois eu digo, pelo que me toca, que nunca me senti tão bem representado, digamos, tão bonito. E o leitor faça favor de olhar para o cimo desta página e diga-me se não concorda. Se a vaidade não fosse um pecado…

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *