Home > Ana Correia > O recurso ao Vídeo-Árbitro

O recurso ao Vídeo-Árbitro

A polémica em torno do vídeo-árbitro permanece em cima da mesa. Se para uns é uma excelente inovação tecnológica, para outros continua a ser um fracasso para o futebol. Este novo recurso utilizado no Futebol Português é aplicado em caso de dúvida do árbitro em grandes penalidades, golos ou expulsões, que após a revisão do lance permite que se tome a decisão mais acertada. Porém, nem tudo é assim tão linear. Os lances polémicos e as decisões continuam a dar que falar e a colocar em dúvida a veracidade do vídeo-árbitro. Por exemplo, a anulação do golo de Ricardo Horta fez correr muita tinta, uma vez que não era possível verifica  se o jogador estava em posição regular a  equipa de arbitragem decidiu anular o golo, o que provocou o descontentamento do Sporting de Braga e também de alguns adeptos que não concordaram com a decisão tomada. Mas nem sempre o vídeo-árbitro deixa dúvidas. Existem casos em que é notório que o recurso a esta tecnologia é benéfico  e que é uma forma de  combater tantos erros de arbitragem que se têm vindo a verifica  ao longo dos anos, prejudicando  assim várias equipas. No entanto o Conselho de Arbitragem da Federação Portuguesa de Futebol fez recentemente uma declaração em que afirma  que o balanço do  vídeo-árbitro implementado na Liga Portuguesa é positivo e que as decisões tomadas têm sido as mais corretas. Mas para esta nova época, as novidades não fica  por aqui. Os relatórios da equipa de arbitragem passarão a ser divulgadas publicamente, ficando  assim disponível a qualquer pessoa todos  os detalhes do jogo, bem como a justificação  de  algumas decisões tomadas. A verdade é que os prós e os contras do vídeo-árbitro irão permanecer. E o que para uns é a decisão mais acertada para outros não o será.

Por: Ana Correia

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *