Home > Sociedade > “Patas a caminho” é negócio inovador a pensar nos animais

“Patas a caminho” é negócio inovador a pensar nos animais

Carla Pinto é uma mulher que adora animais. Habituada a viver na zona de campo de Torres Novas, junto à variante do Bom Amor, desde sempre que convive com eles. Sempre foram amigos e companhia. Hoje, com 37 anos, a vida arranjou maneira de a fazer empresária, com um negócio que tem por centro a atenção e o bem estar do animal de estimação. “Patas a caminho”, é um serviço para animais ao domicílio. «Em vez de os donos deixarem os seus animais nos canis ou em hotéis de cães e gatos, vou eu a casa cuidar do animal. Assim posso cuidar do animal no seu próprio habitat e reduzir um eventual situação de stress, o que acontece especialmente com os gatos». A ideia, explicada em poucas palavras é simples e parece ter “patas” para andar. No fundo propõe-se a cuidar dos animais quando os donos não podem, oferecendo ainda serviços de passeio dos animais, porque os donos não têm tempo ou já não conseguem por limitações físicas. Carla pensa que a maioria dos animais de que vai cuidar serão de cães e gatos, o animal mais comum de estimação. A suportar esta vontade está já uma longa experiência a trabalhar StartUp Torres Novas “Patas a caminho” é negócio inovador a pensar nos animais Carla Pinto é uma mulher que adora animais. Habituada a viver na zona de campo de Torres Novas, junto à variante do Bom Amor, desde sempre que convive com eles. Sempre foram amigos e companhia. Hoje, com 37 anos, a vida arranjou maneira de a fazer empresária, com um negócio que tem por centro a atenção e o bem estar do animal de estimação. “Patas a caminho”, é um serviço para animais ao domicílio. em escritório veterinário. Carla sabe lidar com os animais, desenvolvendo as suas técnicas de aproximação e de conquista de confiança. Mas para ir a casa de alguém não bastará que o animal confie nele. É preciso em primeiro lugar que os donos confiem na promotora do negócio. E isso só virá com o tempo e com a realização dos serviços. Daí que já tenha segmentado o negócio com outros pequenos serviços que permite que todos se vão conhecendo. «Eu vou dar a cara pelo negócio», explica, pois só assim «é que as pessoas me podem ir conhecendo» e com o tempo acredita que irá ganhar credibilidade. «Faço isto pelo bem estar dos animais», explica Carla Pinto. Foi auxiliar de cuidados veterinários numa empresa em Santarém e agora quis voltar para Torres Novas e pensou em desenvolver a sua própria atividade profissional, numa área que conhece bem. Tem muitos anos de experiência e percebeu, enquanto trabalhou no consultório, que havia muita gente que não sabia onde deixar o animal quando tinha de se ausentar de casa. O negócio está pensado para ter um raio de ação de 5kms. Com uma viatura preparada para transportar os animais. Oferece serviços de “táxi”, para transportar o animal para onde os donos necessitem, seja a visita ao veterinário ou a outro local. «Há pessoas que não querem animais nos seus carros, ou então podem até não ter carta e precisam de deslocar-se com o animal. Eu ofereço a solução», diz. Outro serviço que vai prestar é o passeio de animais. «Há muita gente que não tem tempo para passear os seus animais e eles precisam desse exercício. Há cães que precisam mesmo de muita atividade física e eu ofereço esse serviço», explicou. Carla Pinto gosta de conhecer pessoas com os seus animais. Com os cães, explica, é preciso respeitar o seu tempo de adaptação a nós.

Luís Lopes

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *