Home > Saúde > Nefrologia do CHMT alarga âmbito de referenciação

Nefrologia do CHMT alarga âmbito de referenciação

O Serviço de Nefrologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo viu a sua área de influência alargada no âmbito da recente aprovação da rede nacional de referenciação de especialidade de Nefrologia para o ACES do Oeste Norte, Lezíria e Norte Alentejano.

O despacho de aprovação propõe ainda que o Hospital de Leiria passe a encaminhar os seus doentes referenciando-os igualmente para o Centro Hospitalar do Médio Tejo.

No Despacho do Secretário de estado pode ler-se o seguinte:

A referenciação urgente e de ambulatório da parte norte do ACES Oeste Norte (pertencente à ARSLVT mas articulando-se em situação de urgência com o H. de Leiria) deverá passar a ser realizada igualmente para o Centro Hospitalar de Médio Tejo (CHMT) e não apenas para o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC). O CHMT possui Serviço de Nefrologia com uma Unidade de Hemodiálise (recentemente ampliada) e tem potencial para crescimento da sua atividade assistencial podendo ser, desde já, e igualmente, uma alternativa para o acompanhamento dos doentes da zona sul do distrito de Leiria. Será de equacionar a criação de um polo assistencial de Nefrologia no HD de Leiria, em articulação com o CHUC e o CHMT”.

Para Carlos Andrade Costa, presidente do Conselho de Administração, “o papel atribuído ao CHMT na versão final da rede de referenciação hospitalar de Nefrologia traduz a crescente consciência da qualidade clínica do Centro Hospitalar como um todo e, no caso em concreto, das potencialidades do Serviço de Nefrologia. Serviço que tem sido uma aposta clara deste Conselho de Administração reconhecendo-lhe o potencial para ir para além das fronteiras específicas do Centro Hospitalar do Médio Tejo. O passo imediato continuará a ser o aumento do número de médicos nefrologistas de forma a potenciar dada vez mais a importância clinica deste serviço”.

Também Ana Vila Lobos, diretora do Serviço de Nefrologia do CHMT, considera esta ampliação muito importante para o serviço e garante a “disponibilidade total para aceitar estes novos doentes”.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *