Home > Colaboradores > Madalena Monge > Nação Valente

Nação Valente

O dia 10 de Julho ficou marcado para sempre na história do desporto nacional. No atletismo o nosso país arrecadou 6 medalhas. Patrícia Mamona sagrou-se campeã europeia no salto triplo. Sara Moreira trouxe a medalha de ouro na meia maratona em Amesterdão. Jéssica Augusto trouxe a medalha de bronze e outros conseguiram mais medalhas.

Na praia da Nazaré ocorreu o campeonato europeu de Andebol de praia sub 16. Estiveram cá 16 países ao que Portugal ficou em 3º lugar na equipa feminina. Em 1º lugar ficou a Holanda na equipa feminia. A equipa espanhola masculina ficou em 1º lugar. Foi sem dúvida uma acontecimento muito bem organizado e todos se renderam à hospitalidade do povo nazareno e da bonita praia.

No entanto foi no futebol que fomos reis. Pendurámos as bandeiras, cachecóis e afins nas varandas, janelas e acreditamos. Sofremos em cada jogo. Fizemos parte da equipa em pensamento. Na etapa final calhou-nos a França. Um país onde estão milhares de portugueses que partiram de cá à procura de melhores condições de trabalho. Essas pessoas ajudaram a construir aquele país, carregando sacos de cimento, tapando buracos, trabalhando horas a fio; ainda limpam a porcaria que os franceses fazem e não querem limpar.

Os mais velhos ganharam bom dinheiro e conseguiram uma boa casa em Portugal. Os seus filhos provavelmente ficarão em França pois terão lá vínculos afectivos.

Sinceramente o que me deixa revoltada são alguns comentários de alguns emigrantes dizerem que em França é que é bom. Há bons médicos, bom isto, bom aquilo e que o nosso país está atrasado. E eles quando vêm cá de férias falam um francês com um sotaque irritante. Será que é assim tão dificil falarem a sua própria língua?

Sabemos que os franceses não gostam dos emigrantes portugueses.Têm inveja deles e eles continuam submissos.

Ontem fizemos história. Calamos os franceses ao ganharmos por uma bola a zero, golo marcado por Éder. Antes os gauleses fizeram a proeza de tirar o Cristiano do campo, mas todas as forças se juntaram e fomos campeões da Europa.

Infelizmente a falta de humildade é enorme e nem sequer as cores da Torres Effiel mudaram para as da nossa bandeira. Houve confrontos, mau perder é o que é. Nem honrar a sua bandeira sabem. Pois a bandeira tem três cores e cada cor equivale a uma palavra. Azul- liberdade; branco- igualdade; vermelha- fraternidade. Alguém sentiu que houve liberdade, igualdade ou fraternidade entre os franceses quando ganhamos?

O povo saiu à rua, pois a festa foi de arromba. Não foi apenas uma vitória para Portugal, foi também uma vitória para todos os países lusófonos.

Digam o que disserem eu tenho ORGULHO EM SER PORTUGUESA..

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook