Home > Colaboradores > Madalena Monge > Reaproveitando

Reaproveitando

No domingo passado a nossa avenida encheu-se de vendedores para mais uma edição da feira de velharias. Aproveitamos o bom tempo e fomos ver os diversos produtos expostos. Havia muita diversidade. Livros dos nossos tempos de juventude e outros mais antigos; moedas e notas; mobiliário; bijuteria; sapatos e roupas; imagens em pedra e muito mais.

O que nos chamou mais a atenção foi o trabalho manual dum artesão de Ourém que faz peças em madeira. Ficamos encantados com uma réplica da capelinha de Nossa Senhora de Fátima. É digno de se ver todo aquele conjunto de madeira, quer em mesas, ou num quebra-nozes.

Durante o nosso passeio encontramos um tabuleiro de alumínio pouco limpo. Então alguém comentou: “- Eu tinha vergonha de o estar a vender pois está tão pouco limpo. O engraçado é que o vendedor ouviu e respondeu: “- Para quê limpá-lo se quem o comprar o vai limpar depois? Olhe e até lho vendo a 1 €. Leve-o. “ E não é que o compramos mesmo? É caso para dizer que que desdenha quer comprar, neste caso no bom sentido. Foi uma risada geral.

Mais à frente parámos admirados para observar um conjunto de sofás e mesas feitos de pneus. Por essa não estávamos à espera. Como bons portugueses que somos sentamo-nos. Mas que bom assento. Pendurado por um fio estava um papagaio pintado de cores garridas, também feito de pneus. Ainda dizem que não somos criativos. Este senhor de Coimbra trabalha desta maneira original e pelo que nos contou é um sucesso.

Tivemos uma tarde muito alegre e isto é o melhor que se leva desta vida.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook