As notícias…

Os manuais do jornalismo dizem-nos que um jornal sem notícias, não tem leitores. O mês de Agosto em Torres Novas parece que nada acontece. Deve acontecer o mesmo com outras cidades que têm os seus semanários. Falar do quotidiano da nossa cidade só nos vem à mente os nossos Emigrantes. Caso curioso está a ser o ano em que temos observado menos emigrantes nossos conhecidos e que nos cumprimentam e dão notícias dos países onde estão a trabalhar. Até isso está a faltar, porque a crise é mundial. O nosso quotidiano de hoje alarga os seus horizontes e vamos falar de dois casos que nos impressionaram. O primeiro pela positiva, já o segundo pela negativa. Os fogos que têm assolado o País, um pouco por todo o lado, têm dado imenso trabalho às corporações de bombeiros e onde se inclui também a de Torres Novas que está a ser chamada constantemente. Todavia a nossa atenção hoje vai para o lado negativo dos fogos. Está a ser um ano em que muitos bombeiros têm sofrido queimaduras graves e mortais por serem apanhados pelo fogo em várias frentes. Por outro lado muitas viaturas têm sido queimadas pelo fogo, causando imensos prejuízos às respectivas corporações. As pessoas perguntam porque razão isto está a acontecer mais este ano. Todos nós sabemos e avaliamos que os Soldados da Paz não olham a meios quando está em causa a vida e os bens das pessoas, sabendo de antemão que podem pôr em risco a sua própria vida. Parece que é isso que está a acontecer com todos estes acidentes . Todavia continuamos a pensar que apesar de todas as cautelas, é quase impossível evitar estes acidentes. Sabemos que é fácil dizer estas coisas, porque a realidade é cruel e violenta. Mas o Ministro da Administração Interna já veio dizer que é necessário dar mais formação aos nossos bombeiros. O que na verdade eles precisam é de apoio para os seus comandantes terem condições para dar esses cursos de formação. Vamos esperar para ver…

*** *** ***

O outro caso da nossa análise de hoje é positiva e que merece as nossas felicitações pela ideia. Ou seja a Câmara de Águeda teve a feliz iniciativa de fazer uma coisa inédita e que atrai muitos turistas, pela novidade. Em quatro ruas da zona histórica colocou cerca de três mil guarda-chuvas, com as cores mais bizarras. E o resultado foi muito bom porque colocou a cidade no mapa turístico do mundo. Os comerciantes ficaram to dos radiantes porque a iniciativa ajuda a vender mais. Por ser novidade a cidade é invadida por turistas que vêm apreciar tão belo espectáculo para a vista, e não só. É urgente inovar e não ficar parado no tempo.

Deixe-nos o seu comentário pelo facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *