Home > Colaboradores

A estupidez

“A estupidez humana é uma das forças mais importantes da História mas costumamos desvalorizá-la”. Esta citação retirada de um dos livros mais recentes de um escritor israelita, faz-me regressar aos bancos da escola e às disciplinas que então ministrava aos alunos. Sobretudo na disciplina de Português, deparávamos com comentários, com

Read More

Jacintos de água

Francamente, não sabíamos o que dizer neste começo chocho de março. Após uns momentos de hesitação, resolvemos falar dos jacintos de água. Desde há muito anos que gostamos das suas flores. Têm um caule robusto que se fixa no leito de canais, lagoas e lagos de muitas regiões do mundo.

Read More

1925 – O Declínio da 1ª República Portuguesa

Os problemas políticos nacionais, no segundo semestre de 1924, agudizam-se. Interessa-nos sobretudo a cisão, no Partido Democrático, em que a ala radical, dirigida por José Domingues dos Santos, se desvincula da política do governo democrático de Alfredo Rodrigues Gaspar, obrigando-o, por derrotado no Parlamento, a demitir-se. O presidente da república

Read More

A arte de furtar

Nos últimos tempos o país tem assistido a inúmeros sobressaltos gre vistas e a protestos laborais. Mui- tos grupos profissionais protestam, sentem-se injustiçados e parece não haver resposta que, de algum modo, satisfaça as suas pretensões. O governo diz que não pode dar satisfação às reclamações do mundo laboral porque os recursos do país têm limites,

Read More

“M’espanto às vezes, outras m’avergonho”

Voltámos há semanas a Pointe-à-Pitre, na Guadalupe. Como todas as Antilhas, também esta ilha francesa está inserida na história da escravatura e compreende-se que os sofrimentos padecidos por milhões de seres humanos não possam nem devam ser esquecidos. Sabíamos da existência do Mémorial ACTE, inaugurado em 2015. Não estávamos porém preparados

Read More

Os Intocáveis

A saga da ribeira, que tem o nome ao contrário, envenenada pela empresa que não se pode nomear, continua! A ribeira tem o nome ao contrário porque seria mais correto chamar-lhe da boa… A empresa que não se pode nomear, para não sermos processados por difamação, é identificada nos jornais, pelo

Read More

O Associativismo Urbano em 1924 – II

No semanário de 18/1 procurámos divulgar a importância do associativismo urbano na formação da mentalidade colectiva. O agudizar do custo de vida conduziu à criação dos sindicatos operários, na sua luta por melhores condições de vida. No campo cultural, a criação da biblioteca S. Miguel, mais tarde papelaria, a norte da actual

Read More

A tormentosa viagem marítima do torrejano Fr. Nuno da Conceição

No nosso imaginário colectivo a época da Expansão portuguesa está intimamente associada a um período áureo de enorme sucesso e de grande glória para Portugal. Realidade histórica bastante exaltada nas descrições efectuadas pela maior parte dos cronistas na- cionais. Apesar da grandeza dos feitos protagonizados pelos portugueses não podemos ignorar que,

Read More

A decadência da democracia republicana

A crise económica, social e política, são o espelho dos últimos anos da 1ª República Portuguesa, consequências nunca resolvidas dos múltiplos interesses forjados com a intervenção pátria na 1ª Guerra Mundial. Os sucessivos governos não conseguem resolver a situação do deficit orçamental, dado que os interesses das classes so- ciais

Read More

O Concelho em 1923 – alterações estruturais

1923 foi mais um ano de crise para o país, como tentámos demonstrar anteriormente, e Torres Novas dela se ressentiu, no sector económico de base agrícola, em contraste com a política governamental de apoio comercial e industrial republicanas. Distanciamento visível através dum poder municipal, cuja composição assentava maioritariamente no peso

Read More

Milagre de Natal

No Natal há reencontros, reconciliam-se desavindos com abraços e beijos. O comércio rejubila e oferece descontos à percentagem, logo no princípio de novembro. Chega o pai Natal no trenó voador e até as renas têm nome para ajudar à voracidade das compras. A mãe Natal, de cinturinha de vespa, contrasta

Read More

Não somos donos da terra

Em 2015 líderes mundiais, ambientalistas, cientistas, reuniram-se em Paris onde acordaram sobre as medidas a tomar para responder às alterações climáticas que põem em risco a vida no planeta Terra. Ora, passados estes anos ainda as cláusulas do Acordo de Paris não foram implementadas. Hoje mesmo, líderes mundiais, ambientalistas cientistas

Read More

Solidão

No meio do acontecimento notável que foi a comemora- ção dos cem anos de “O Almonda”, um pormenor que talvez ninguém ou muito poucos notaram, foi ver o Padre Durval, autor e programador deste acontecimento notável, isolado ora num canto ora no outro da grande sala. De facto ele foi nomeado em algumas das intervenções, mas por moto próprio ou

Read More

Cem anos

Há um século alguns homens tiveram este sonho. Um sonho de papel. Quero aqui evocar os nomes daqueles que lançaram no tempo um jornal que já dura há tanto e que não quer morrer. Esses nomes que evoco por reconhecimento nestes dias em que vamos atirando com a memória para

Read More

Cem Anos de Existência – A Construção dum Jornal Católico Directores de O Almonda (1918-2018)

100 anos de existência, múltiplos, diversos, por vezes antagónicos. Nascido no final do Sidonismo, percorreu, em defesa da Igreja na fase terminal do republicanismo timorato e conciliador, o final da 1ª República. Apoiante da ditadura militar, do salazarismo e marcelismo, com alguma abertura liberal a partir da década de 60,

Read More

A Paz, ou a Guerra?

Celebraram-se por estes dias cem anos sobre o fim da I Guerra Mundial, essa hecatombe que atirou para a morte ou estropiou muitos milhões de pessoas. Um dos erros da Primeira República foi o querer a participação nesta guerra, quase pedir por favor para que deixassem Portugal participar no conflito. Durante

Read More

Uma bica cheia

Sempre achei o máximo a variedade de formas que temos para pedir um simples café. Não tem importância nenhuma, evidentemente, mas, a meu ver, revela uma enorme capacidade inventiva, uma estranha imaginação do povo Português. Também poderemos pensar que é uma característica do nosso individualismo ou, numa visão pessimista, a

Read More

Notas da semana

A aprovação do orçamento do estado de Portugal de 2018, como todos os outros de anos anteriores, tem um ritual que dá para pensar, sobretudo porque as oposições, nunca apontam medidas positivas, quando contestam. Apontam sim perda de oportunidades do governo, e porque para o ano há eleições, rotulam-no de

Read More

Partidos e Grupos Sociais Activos no Concelho 1923

Se, a nível nacional, o ano de 1923 assiste a um governo democrático de António Maria da Silva (7/12/1922-15/11/1923), a nível concelhia inicia o novo mandato a Câmara Municipal de Torres Novas, cujos dois órgãos principais são presididos pelas duas forças políticas com mais impacto concelhio: a união liberal-católica, muito

Read More

Ai o tempo…

Hoje, neste último domingo de outubro, com os primeiros frios do outono a acompanhar-me os passos, deambulei por essas aldeias cada vez mais despovoadas, silenciosas, como que aguardando uma morte definitiva e digo que atravessei algumas sem encontrar vivalma. Dói ver como ruas inteiras perderam todos os habitantes. Ali, uma

Read More

A Política Republicana em busca de consensos políticos

A ideia que nos fica dos acontecimentos de 1922 é que, quer a nível nacional, quer local, o conservadorismo económico, social e e político, vai substituir o radicalismo urbano que conduzira, em 1921, à Noite Sangrenta de Outubro, com os assassinatos do primeiro-ministro Granjo e doutras figuras republicanas, como Carlos da Maia e Machado Santos. O

Read More